quinta-feira, 11 de maio de 2017

Tédio

Descobri que estou entendiado, sem entusiasmo. Você disse para nos aceitarmos do jeito que somos. Não consigo aceitar a vida, sabendo que, lá dentro, me falta alegria. O que fazer?

Ouvi falar de um novo tipo de tranquilizante que não relaxa - só faz com que você fique mais tenso.
Experimente! Experimente mesmo - seja americano! -, mas não mais do que três vezes. Experimente uma vez, duas, três, e então pare, afinal não há por que ser idiota.
Você me pergunta, "Descobri que estou entediado..."
Essa é uma grande descoberta. Com certeza! Muito poucas pessoas se dão conta de que estão entediadas - e elas estão, estão mortas de tédio. Todo mundo sabe disso menos elas. Saber que se está entediado já é um grande começo; agora basta conhecer algumas implicações disso.
O homem é o único animal que sente tédio; essa é uma grande prerrogativa, faz parte da dignidade do ser humano. Você já viu um búfalo entediado, um jumento entediado? Eles não ficam entediados. O tédio significa simplesmente que o jeito como você está vivendo está errado; por isso é uma grande coisa saber que "Estou entediado e algo tem de ser feito com relação a isso, é preciso que haja alguma mudança". Portanto, não pense que é ruim ficar entediado - é um bom sinal, um bom começo, um começo muito auspicioso. Mas não pare por aí.
Por que se fica entediado? Você fica entediado porque vive de acordo com padrões mortos, que herdou de outras pessoas. Renuncie a esses padrões, largue-os! Comece a viver à sua própria moda!
Não é uma questão de dinheiro, de poder, de prestígio; é uma questão do que, intrinsecamente, você quer fazer. Faça isso sem ligar para os resultados, e o tédio desaparecerá.
Você tem de seguir as ideias dos outros, tem de fazer as coisas do jeito "certo", tem de fazer as coisas quando é preciso. Esses são os alicerces do tédio.
Toda a humanidade está entediada porque aquele que deveria ser místico é matemático, aquele que deveria ser matemático é político, aquele que deveria ser poeta é um homem de negócios. Todo mundo está fazendo uma coisa diferente do que deveria; ninguém está onde deveria estar. É preciso arriscar. O tédio pode desaparecer no mesmo instante se você estiver disposto a correr riscos.
Você me diz, "Descobri que estou entediado..." Você está tão entediado porque não foi sincero consigo mesmo, não foi honesto consigo mesmo, você tem de se respeitar mais.
E você diz, "Estou sem entusiasmo." Como ter entusiasmo? O entusiasmo só aparece quando você está fazendo o que quer; não importa o que isso seja.
[...]
Ainda há tempo - saia dessa prisão em que você viveu até agora! Só é preciso um pouco de coragem, só um pouco da coragem do jogador. Não há nada a perder, lembre-se disso. Você só vai perder seus grilhões - só vai perder o tédio, esse sentimento constante de que está perdendo algo. O que mais há a perder? Saia do rebanho e se aceite - mesmo que fique contra Moisés, Jesus, Buda, Mahavira, Krishna, aceite-se. Sua responsabilidade não é para com Buda ou Zaratustra ou Kabir ou Nanak; sua responsabilidade é para consigo mesmo.
Seja responsável - e, quando eu uso a palavra responsável, faça o favor de não interpretá-la de modo errado. Não estou falando de deveres, responsabilidades. Estou simplesmente usando a palavra no seu sentido literal: responder à realidade, ser responsável.
Você tem vivido uma vida irresponsável, cumprindo todas as responsabilidades que os outros esperam que você  cumpra. O que tem a perder? Você está entediado - essa é uma boa oportunidade. Você está perdendo o entusiasmo; do que mais precisa para sair dessa prisão? Pule para fora, sem olhar para trás.
As pessoas dirão, "Pense duas vezes antes de pular". Eu digo, "Pule primeiro e depois pense tanto quanto quiser!"

(Trecho do livro CORAGEM - O prazer de viver perigosamente - Em busca do destemor - Editora Cultrix - OSHO)

Nenhum comentário:

Tédio

Descobri que estou entendiado, sem entusiasmo. Você disse para nos aceitarmos do jeito que somos. Não consigo aceitar a vida, sabendo que, ...