terça-feira, 14 de abril de 2015

59

Quando mergulhamos nas faixas do egoísmo, com todas as suas derivações de orgulho, vaidade, inveja e arrogância, nós perdemos, provisoriamente, a conexão com nossa essência divina, amorosa e boa, mantenedora da saúde física.
Na busca da cura, precisamos restabelecer essa conexão de amor à vida, a nós mesmos e ao nosso próximo.
Em que trecho do caminho nós perdemos essa ligação com o nosso ser divino? Em que momento nós nos tornamos arrogantes, impacientes, invejosos, melindrosos, violentos, inseguros, carentes?
Recuperar a saúde física é recuperar amor em nós. E quando isso acontece não há espaço para o medo, a raiva, o orgulho e a inveja, causas primárias de quase todas as doenças em nossa vida.
 
(Autor: José Carlos De Lucca - Sempre Melhor)

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Fifi, a Linda!!!

A entrada do meu quarto sob forte vigilância!! :D

100% Simpatia... :D


:D ... Totalmente eu...


O Espírita deve ser...

O espírita deve ser verdadeiro, mas não agressivo, manejando a verdade a ponto de converte-la em tacape na pele dos semelhantes.
Bom, mas não displicente que chegue a favorecer as forças do mal, sob o pretexto de favorecer a ternura.
Generoso, mas não perdulário que abrace a prodigalidade excessiva, sufocando as possibilidades de trabalho que despontam nos outros.
Doce, mas não tão doce que atinja a dúbia melifluidade, incapaz de assumir determinados compromissos na hora da decisão.
Justo, mas não implacável, em nome da justiça, impedindo a recuperação dos que caem e sofrem.
Claro, mas não desabrido, dando a ideia de eleger-se em fiscal das consciências alheias.
Franco, mas não insolente, ferindo os outros.
Paciente, mas não irresponsável, adotando negligência em nome da gentileza.
Tolerante, mas não indiferente, aplaudindo o erro deliberado em benefício da sombra.
Calmo, mas não sossegado que se afogue em preguiça.
Confiante, mas não fanático que se abstenha do raciocínio.
Persistente, mas não teimoso, viciando-se em rebelar-se.
Diligente, mas não precipitado, destruindo a si próprio.
"Conhece-te a ti mesmo" - diz a filosofia, e para conhecer a nós mesmos, é necessário escolher atitude e posição de equilíbrio, seja na emotividade ou no pensamento, na palavra ou na ação, porque efetivamente, o equilíbrio nunca é demais.
 
(Opinião Espírita - cap. 7 - Esp. André Luiz, psic. Chico Xavier/Valdo Vieira)

Reflexão - Uma xícara de café...

Um grupo de profissionais, todos vencedores em suas respectivas carreiras, reuniu-se para visitar seu antigo professor.
 
 Logo a conversa parou nas queixas intermináveis sobre "stress" no trabalho e na vida em geral.
 
O professor ofereceu café. Foi para a cozinha e voltou com um grande bule e uma variedade das melhores xícaras: de porcelana, plástico, vidro, cristal...
 
Algumas simples e baratas, outras decoradas, outras caras, outras muito exóticas...
 
Ele disse:
 
- Pessoal, escolham suas xícaras e sirvam-se de um pouco de café fresco.
Quando todos o fizeram, o velho mestre limpou a garganta e calma e pacientemente conversou com o grupo:
 
- Como puderam notar, imediatamente as mais belas xícaras foram escolhidas, e as mais simples e baratas ficaram por último. Isso é natural, porque todo mundo prefere o melhor para si mesmo. Mas essa é a causa de muitos problemas relacionados com o que vocês chamam de "stress".
 
Ele continuou:
 
- Eu asseguro que nenhuma dessas xícaras acrescentou qualidade ao café. Na verdade, o recipiente apenas disfarça ou mostra a bebida.
 
O que vocês queriam era café, não as xícaras, mas institivamente quiseram pegar as melhores.
 
Eles começaram a olhar para as xícaras, uns dos outros:
 
Agora pense nisso:
 
A vida é o café.
 
Trabalho, dinheiro, status, popularidade, beleza, relacionamentos, entre outros, são apenas recipientes que dão forma e suporte à vida. O tipo de xícara que temos não pode definir nem alterar a qualidade da vida que recebemos. Muitas vezes nos concentramos apenas em escolher a melhor xícara, esquecendo de apreciar o café.
 
As pessoas mais felizes não são as que têm o melhor, mas as que fazem o melhor com tudo o que tem!
 
Então se lembrem:
 
Vivam simplesmente. Sejam generosos. Sejam solidários e atenciosos. Falem com bondade.
 
O resto deixem nas mãos do Senhor, porque a pessoa mais rica não é a que mais tem, mas a que menos precisa.
 
Agora desfrutem seu café!

(Autoria desconhecida)

Tédio

Descobri que estou entendiado, sem entusiasmo. Você disse para nos aceitarmos do jeito que somos. Não consigo aceitar a vida, sabendo que, ...